Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Veja o vídeo e Registre-se na 1000EXPERT



calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 



Links

Ministério da Saúde

Medicina Dentária no Moçambique

Blogs do Moçambique






Sensibilidade que tira o seu sorriso

Segunda-feira, 03.01.11


Intensamente dolorosa e momentânea. É trajando essas características que a hipersensibilidade dentária dá os sinas de sua presença, causa uma dor aguda e logo vai embora. Aprenda os motivos de sua existência, os tratamentos disponíveis e como se prevenir para que esse problema não chegue até seus dentes.

A hipersensibilidade dentinária, popularmente conhecida como sensibilidade nos dentes, é bem mais comum do que se pensa. Estima-se que pelo menos 25 % da população adulta sofra com o problema.

Segundo o professor Roberto Hayacibara, de Periodontia da Universidade Estadual de Maringá (UEM), os dentes ficam hipersensíveis principalmente quando ocorre a exposição de parte da raiz.

"O dente é composto pela coroa dentária, que é revestida pelo esmalte, que não tem sensibilidade, e pela raiz dentária, que é formada por dentina, tendo microcanalículos que vão até à polpa dentária, que tem inervação, daí a hipersensibilidade", explica.

São vários os fatores que resultam na exposiçãio da raiz, mas dentre os principais, o professor cita a doença periodontal (denominada de periodontite e que compromete a estrutura óssea que suporta os dentes), o trauma por escovação incorreta ou força excessiva durante a escovação e o mal posicionamento dos dentes.

"Uma outra causa de hipersesibilidade que tem aumentado muito são as exposições de dentina em função de desgaste dentário por parafunção, o chamado bruxismo, que se caracteriza pelo ato de apertar e ranger os dentes durante o dia e principalmente no período da noite durante o sono", completa.

 

Motivos

Temida pela sua capacidade de transformar um modesto gole de água gelada em um grande desconforto, engana-se quem pensa que a sensibilidade nos dentes é apenas sentida com a ingestão de alimentos frios.

"Alimentos ácidos como saladas temperadas com limão ou vinagre e frutas cítricas como abacaxi e laranja podem desencadear a hipersensibilidade. Por outro lado, alguns tratamentos odontológicos podem desenvolver hipersensibilidade passageira, como por exemplo o clareamento dentário, que utiliza produtos que acabam por ‘abrir’ os microcanalículos dentinários. Outro exemplo é o tratamento periodontal, que raspa as raízes dentárias que estão com tártaro", diz Hayacibara.

Completando alguns dos motivos que podem gerar o problema, a dentista Ana Lúcia Domingues acrescenta, ainda, a utilização de cremes dentais com abrasivo e o refluxo gastroesofágico por causa da acidez bucal.

 

Previnindo-se do problema

Como a hipersensibilidade dentinária pode ocorrer devido a um grande número de fatores, Hayacibara explica que não há um protocolo específico para a prevenção.

De qualquer forma, a recomendação é que haja uma orientação adequada de higiene bucal desde criança, avaliação profissional quando do surgimento de doença periodontal mais agressiva, correção das má-posições dentárias, e a utilização de placa de mordida ou aparelhos ortopédicos nos casos debruxismo.

"Aliado a isso não se pode esquecer do principal: fazer uma avaliação periódica com seu cirurgião-dentista. A prevenção só funciona se mantida periodicamente. É uma questão cultural, assim como se vai ao cabeleleiro semanalmente para manter um cabelo bonito e bem cuidado, você deve ir ao cirurgião-dentista pelo menos duas ou três vezes ao ano para manter seus dentes bonitos e saudáveis", aconselha o professor.

 

Incidência

25% É a estimativa da porcentagem dos adultos que sofrem com a hipersensibilidade dentinária.

 

Fonte:O diário

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bruxismo

Sexta-feira, 23.04.10

O que é bruxismo?

    Bastante comum em crianças, é considerada uma atividade sem função definida que se caracteriza pelo apertar e ranger dos dentes. Ocorre de forma consciente (dia) ou mais comum, inconsciente (noite).    Apresenta sinais e sintomas como a dor de cabeça, disfunção da articulação (DTM), dor muscular, desgaste ou fratura dentária, mobilidade e sensibilidade dos dentes.

Por que isso acontece?

    A razão deste “ranger de dentes” tem sido explicada por várias teorias, tais como: renites alérgicas ou asma, stress, ansiedade, depressão, problemas neurológicos, tensões emocionais, hereditariedade, problemas hormonais ou psicológicos, interferências dentárias e até verminoses intestinais. Destacamos que até agora não existe uma classificação ou tratamento definitivo para o bruxismo e este vem sendo alvo de inúmeras pesquisas.

É normal as crianças terem esse problema?

    Sim, e até desejável até determinado grau pois as estruturas da articulação precisam desse estímulo para se desenvolverem nessa idade.
    
Até que idade é normal?

    Até o último dente de leite cair da boca.

Quando devo me preocupar?
 
 

    
Quando a criança reclama de dor na face, ATM, boca e cabeça até mesmo para descartar alguma doença mais grave e quando os dentes da criança estõ desgastando cedo demais.

Que tratamentos são possíveis?   

 

 

            O tratamento do bruxismo é complexo devido à dificuldade em se determinar as suas causas. Após o diagnóstico o tratamento pode ser realizado com restaurações, tratamento médico ou psicológico (medicamentoso ou de acompanhamento), placas de mordida ou aparelhos ortopédicos maxilares

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Registre-se na 1000expert




Flag Counter