Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Veja o vídeo e Registre-se na 1000EXPERT



calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 



Links

Ministério da Saúde

Medicina Dentária no Moçambique

Blogs do Moçambique


subscrever feeds





Dor de dente

Terça-feira, 11.10.11

Dor é um problema comum a todas as áreas da Odontologia. O paciente pode ter dor devido a dentes com abscessos, cáries, doença periodontal, aparelhos ortodônticos, próteses mal adaptadas ou outras doenças das estruturas duras e moles da boca.

A experiência prévia de dor relacionada aos dentes pode afetar o modo de agir do paciente em relação ao tratamento dentário, provocando medo do tratamento e da possibilidade de sentir dor, o que sempre acarreta em negligência com os cuidados dentários

Pede-se a todos que compareçam ao consultório dentário, pelo menos uma vez durante um ano, poucos acatam tal sugestão, estando inserida nos exames ocupacionais, através da Odontologia do Trabalho, alguns problemas causadores de tais dores poderiam ser detectados com antecedência e estando alertado com relação a sua real saúde bucal, provavelmente a solução melhor orientada seria buscada.

Entendendo, que um tratamento mais invasivo como por exemplo, tratamento de canal e exodontias, gerariam possívelmente afastamento temporário do funcionário , uma detecção em revisões periódicas, diminuiriam  consideravelmente o absenteísmo.

 

Fonte: odontotrab

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

“Causas multifatoriais para os distúrbios na ATM”

Quarta-feira, 06.04.11





A articulação da mandíbula no osso temporal (ATM) é das que mais trabalha. Basta falar ou mastigar, para que os músculos, tendões, ligamentos e cartilagens que a constituem entrem em atividade. Como consequência do excesso de trabalho, ela pode sofrer traumas, além de apresentar processos inflamatórios, infecciosos, autoimunes e malformações.

Distúrbios da ATM acontecem principalmente em adultos de 20 a 50 anos. Por razões mal conhecidas, as mulheres são atingidas na proporção de 3 a 9 para cada homem, conforme o estudo. Apenas 5% a 10% dos que apresentam sintomas necessitam de tratamento médico; nos demais casos eles regridem espontaneamente.Os distúrbios que acometem a ATM quase sempre são unilaterais, podem provocar dor craniofacial, assimetria no movimento de abertura da boca e ruído à movimentação.

A dor geralmente está localizada na própria articulação e na musculatura da mastigação, mas pode irradiar para o ouvido, músculos do pescoço, região temporal, ângulo da mandíbula e para a região dos olhos. Costuma ser constante, com períodos de piora no decorrer do dia. Em algumas pessoas é intermitente, com momentos de agudização.

 

Mastigar, abrir a boca e mesmo falar aumenta a intensidade da dor. Em alguns casos, a articulação pode ficar “travada” quando a boca se encontra fechada, ou, ao contrário, “travar” com a boca aberta, eventualidade mais rara. Esses sintomas são mais intensos pela manhã, especialmente nos pacientes com bruxismo, que cerram os dentes com força durante o sono.

Ocasionalmente, surgem zumbido e tontura. Em muitos casos, as dores se instalam de um dia para o outro, com intensidade moderada e desaparecem como vieram. Em outros, tornam-se crônicas. Dor crônica na ATM é classificada como um dos subtipos de cefaléia. Ruídos e crepitações, ao abrir a boca, ocorrem em aproximadamente 50% das pessoas e não requerem maiores cuidados.

As causas dos distúrbios da ATM são multifatoriais. Existem fatores predisponentes, os que iniciam o processo e outros responsáveis por sua manutenção. Traumatismos podem lesar ligamentos, cartilagens ou os ossos que contêm a articulação. Como resultado do processo inflamatório que se forma no local, há liberação de várias substâncias (citocinas) que agridem os tecidos articulares.

Há evidências de que essa agressão seja semelhante à de outras síndromes causadoras de dores crônicas, e que pode estar associada ao processamento anormal dos estímulos sensitivos no território do nervo trigêmeo, que enerva a face.Os distúrbios mais frequentes da ATM são os que acometem a musculatura da mastigação, os discos articulares cartilaginosos, a osteoartrite e a artrite reumatóide.

O tratamento varia de acordo com o tipo de patologia, mas há medidas gerais que podem aliviar os sintomas.

1. Repouso: embora a articulação não deva ser imobilizada, não é recomendável mastigar alimentos duros;

2. Calor local: compressas quentes trazem alívio; aplicações de ultrassom ou ondas curtas podem obter o mesmo efeito com mais eficiência;

3. Medicamentos: na fase aguda, os anti-inflamatórios não esteroides (diclofenaco, naproxeno, ibuprofeno, etc.) estão indicados por 7 a 10 dias, em pessoas com função renal preservada. Nessa fase, relaxantes musculares podem ajudar, mas não são úteis nos distúrbios crônicos. Alguns antidepressivos são empregados nos casos crônicos. Fluoxetina e paroxetina devem ser evitados porque podem causar bruxismo. Já os benzodiazepínicos (diazepan, clonazepan, etc.), embora úteis, devem ser receitados apenas por alguns dias: essas drogas causam dependência química;

4. Correção de problemas dentários e uso de próteses para proteger a articulação durante o sono;

5. Massagens, manipulação cuidadosa e aplicações de ultrassom;

6. Cirurgia e artroscopia em casos selecionados.

Fonte: Drauzio Varella

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Registre-se na 1000expert




Flag Counter