Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Veja o vídeo e Registre-se na 1000EXPERT



calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 



Links

Ministério da Saúde

Medicina Dentária no Moçambique

Blogs do Moçambique






Paciente morre no consultório odontológico após alergia com Clorexidina

Segunda-feira, 17.10.11

Ocorreu no Reino Unido



Uma paciente de 30 anos morreu vítima de complicações oriundas de uma reação alérgica. Suas costas e membros inferiores começaram a coçar e ela entrou em choque após fazer um bochecho com uma solução a base de Digluconato de Clorexidina.


Apesar do pronto atendimento emergencial que recebeu, ela não reagiu e evoluiu a óbito.

A Clorexidina(e) é um antiséptico (desinfetante com poder antibacteriano)  muito usado na clínica odontológica e médica em todo o mundo. Na Odontologia é utilizada com segurança e eficácia como coadjuvante do tratamento periodontal (da gengiva), no pós-cirúrgico e no tratamento endodôntico.


Comercialmente ela é encontrada com facilidade nas farmácias sob a forma de soluções de bochechos (Periogard, da Colgate) e é também o principal componente da nova fórmula do famoso Merthiolate (anti-séptico dermatológico)


Leia sobre os alertas que devemos ter na anamnese no blog cirurgiaodentista

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

EFICÁCIA DE SOLUÇÕES AQUOSAS DE CLOREXIDINA PARA DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES

Sábado, 22.01.11

 

RESUMO
A prevenção da infecção cruzada é parte fundamental na conduta prática de um tratamento odontológico, sendo a desinfecção de superfícies um dos procedimentos para manutenção da biossegurança. Considerando o grande número de superfícies operatórias que podem ser contaminadas durante o tratamento odontológico, torna-se claro que o uso de desinfetantes constitui uma das principais etapas de assepsia efetiva. O objetivo deste trabalho foi verificar a eficácia de soluções aquosas de clorexidina na desinfecção de superfícies em concentrações de 0,5%, 1%, 2%, 3% e 4%, comparando a do álcool 70% gel e líquido, bem como verificar sua viabilidade econômica. Cepas de Streptococcus mutans, Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa, Candida albicans e Klebsiella pneumoniae foram utilizadas para a contaminação de superfícies de couro, fórmica e aço inoxidável e então realizada a desinfecção utilizando a técnica “spray wipe spray” com cada solução. Após cada desinfecção foram feitas coletas.............

..............continue lendo no link abaixo

 

http://odonto-geral.blogspot.com/2011/02/resumo-prevencao-da-infeccao-cruzada-e.html

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Registre-se na 1000expert




Flag Counter