Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Veja o vídeo e Registre-se na 1000EXPERT



calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Pesquisar

 



Links

Ministério da Saúde

Medicina Dentária no Moçambique

Blogs do Moçambique


subscrever feeds





Refrigerantes: Um Problema para os Dentes

Sexta-feira, 23.04.10

 

Refrigerantes: Um Problema para os Dentes

 

 

 

Nas diversas regiões do Brasil, as pessoas usam palavras diferentes para identificar um refresco adocicado e gaseificado — o refrigerante. Porém, não importa o nome que se use, trata-se de algo que pode provocar sérios problemas de saúde bucal.

 

 

 

Os refrigerantes destacam-se como uma das fontes mais importantes de cárie dental presentes na dieta, atingindo pessoas de todas as idades. Ácidos e subprodutos acidíferos do açúcar presente nos refrigerantes desmineralizam o esmalte dental, contribuindo para a formação das cáries. Em casos extremos, o esmalte desmineralizado combinado com escovação inadequada, bruxismo (hábito de ranger os dentes) ou outros fatores pode levar à perda dental.

 

 

 

Bebidas sem açúcar, que respondem por apenas 14 porcento do consumo total de refrigerantes, são menos prejudiciais1. Entretanto, elas são acidíferas e têm potencial para causar problemas.

 

 

 

Está-se Bebendo Cada Vez Mais

 

 

 

O consumo de refrigerantes nos Estados Unidos aumentou drasticamente em todos os grupos demográficos, especialmente entre crianças e adolescentes. O problema é tão grave que autoridades de saúde como a American Academy of Pediatrics começou a alertar sobre os perigos.

 

 

 

Quantas crianças em idade escolar bebem refrigerantes?

 

Estimativas variam de uma em cada duas à quatro em cada cinco consumindo pelo menos um refrigerante por dia. Pelo menos uma em cada cinco crianças consome um mínimo de quatro porções por dia.2

 

 

Alguns adolescentes chegam a beber 12 refrigerantes por dia.3

 

 

Porções maiores agravam o problema. De 180 ml na década de 80, o tamanho do refrigerante aumentou para 570 ml na década de 90.

 

 

 

Crianças e adolescentes não são as únicas pessoas em risco. O consumo prolongado de refrigerantes tem um efeito cumulativo no esmalte dental. Conforme as pessoas vivem mais, mais pessoas terão probabilidade de apresentar problemas.

 

 

 

O Que Fazer

 

 

 

Crianças, adolescentes e adultos podem se beneficiar com a redução do número de refrigerantes que consomem, e também com as terapias bucais disponíveis. Eis algumas medidas que você pode tomar:

 

 

 

Substitua o refrigerante por bebidas diferentes: Tenha na geladeira bebidas que contenham menos açúcar e ácido, como água, leite e suco de fruta 100% natural. Ingira essas bebidas e estimule seus filhos a fazer o mesmo.

 

 

 

Enxágüe a boca com água: Depois de consumir um refrigerante, faça um bochecho com água para remover vestígios da bebida que possam prolongar o tempo que o esmalte fica exposto aos ácidos.

 

 

 

Use creme dental e solução para bochecho com flúor: O flúor reduz as cáries e fortalece o esmalte dental, portanto escove com um creme dental que contenha flúor, como o Colgate Total® 12. Fazer bochechos com uma solução com flúor também pode ajudar. Seu dentista pode recomendar um enxaguatório bucal que você compra na farmácia ou supermercado ou prescrever um mais concentrado dependendo da gravidade do seu problema. Ele também pode prescrever um creme dental com maior concentração de flúor.

 

 

 

Faça aplicação de flúor com o profissional: Seu dentista pode aplicar flúor na forma de espuma, gel ou solução. Os refrigerantes são implacáveis com seus dentes. Reduzindo a quantidade que você ingere, praticando uma boa higiene bucal e buscando ajuda com seu dentista e higienista, você pode neutralizar seus efeitos e usufruir de uma saúde bucal melhor.

 

 

 

1 Harnack L, Stang J, Story M. Soft drink consumption among US children and adolescents: Nutritional consequences. Journal of the American Dietetic Association 1999;99:436-444.

 

 

2 Gleason P, Suitor C. Children s diets in the mid 1990s: Dietary intake and its relationship with school meal participation. Alexandria, VA: US Department of Agriculture, Food and Nutrition Service, Office of Analysis, Nutrition and Evaluation;2001.

 

 

3 Brimacombe C. The effect of extensive consumption of soda pop on the permanent dentition: A case report. Northwest Dentistry 2001;80:23-25.

 

 

 

FONTE: Palmolive/Colgate

 

 

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dieta do bebê

Sexta-feira, 23.04.10

 

Cuidados na hora de escolher os alimentos sólidos que vão entrar na dieta do bebê. Além de pensar nos nutrientes de cada refeição, deve-se também selecionar a consistência dos alimentos oferecidos.  Isso porque, especialmente durante a primeira infância, o processo de mastigação está ligado ao processo da fala.

 

De acordo com a fonoaudióloga Zelita Caldeira Ferreira Guedes, do Departamento de Fonoaudiologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), é importante que os alimentos líquidos, pastosos e sólidos sejam introduzidos na alimentação da garotada levando em conta a sua fase de crescimento.

 

“Cada uma das etapas tem uma função na formação da estrutura física que, mais tarde, será utilizada também para a fala.”

 

Confira as dicas da especialista:

 


1. A mastigação das papinhas funciona como uma espécie de exercício para a língua e para a musculatura da face, que está se desenvolvendo ainda.

 


2. A mastigação dos alimentos um pouco mais duros vai auxiliar no rompimento da gengiva para o aparecimento dos dentes de leite.  Por isso mesmo, é de extrema importância que os pais não ofereçam apenas alimentos pastosos, evitando prejudicar ou retardar o processo da dentição.

 


3. Combine alimentos de consistências diferentes para permitir o fortalecimento da estrutura da mastigação de seu filho. Variedade é a palavra de ordem: ofereça pratos saborosos, nutritivos e que contenham também alimentos de texturas  variadas.

 

 

Siga as recomendações do pediatra da criança sobre a melhor forma de introduzir novos alimentos no cardápio e sempre o consulte para maiores orientações.

 

Fonte: Nestlé

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tratamento de canal em dentes de leite

Sexta-feira, 23.04.10

Existem várias técnicas usadas em tratamentos de canal de dentes de leite e todos se diferem das técnicas utilizadas para dentes permanentes. Nos dentes de leite o maior objetivo é manter o dente na arcada até a época de sua troca pelo permanente. O tratamento de canal consiste na remoção da polpa (nervo) estando ela inflamada ou infectada, limpeza dos condutos, secagem e obturação. Como normalmente o dente de leite terá um sucessor permanente, as técnicas de terapia pulpar utilizam apenas pomadas ou cremes para obturar os condutos, facilitando a reabsorção fisiológica que ocorre nas raízes dos dentes de leite.

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bruxismo

Sexta-feira, 23.04.10

O que é bruxismo?

    Bastante comum em crianças, é considerada uma atividade sem função definida que se caracteriza pelo apertar e ranger dos dentes. Ocorre de forma consciente (dia) ou mais comum, inconsciente (noite).    Apresenta sinais e sintomas como a dor de cabeça, disfunção da articulação (DTM), dor muscular, desgaste ou fratura dentária, mobilidade e sensibilidade dos dentes.

Por que isso acontece?

    A razão deste “ranger de dentes” tem sido explicada por várias teorias, tais como: renites alérgicas ou asma, stress, ansiedade, depressão, problemas neurológicos, tensões emocionais, hereditariedade, problemas hormonais ou psicológicos, interferências dentárias e até verminoses intestinais. Destacamos que até agora não existe uma classificação ou tratamento definitivo para o bruxismo e este vem sendo alvo de inúmeras pesquisas.

É normal as crianças terem esse problema?

    Sim, e até desejável até determinado grau pois as estruturas da articulação precisam desse estímulo para se desenvolverem nessa idade.
    
Até que idade é normal?

    Até o último dente de leite cair da boca.

Quando devo me preocupar?
 
 

    
Quando a criança reclama de dor na face, ATM, boca e cabeça até mesmo para descartar alguma doença mais grave e quando os dentes da criança estõ desgastando cedo demais.

Que tratamentos são possíveis?   

 

 

            O tratamento do bruxismo é complexo devido à dificuldade em se determinar as suas causas. Após o diagnóstico o tratamento pode ser realizado com restaurações, tratamento médico ou psicológico (medicamentoso ou de acompanhamento), placas de mordida ou aparelhos ortopédicos maxilares

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Repiração Bucal

Sexta-feira, 23.04.10

Respiração bucal e as principais alteraçoes intra-orais.
 
 
 
 
As principais alterações intra-orais que observamos em decorrência da respiração bucal são o céu da boca alto e estreito, as mordidas cruzadas (quando os dentes de cima encaixam por dentro dos de baixo) e as mordidas abertas (quando os dentes de frente não se tocam, ficando um espaço entre eles). O respirador bucal também apresenta modificações no aspecto facial: nariz estreito, narinas afiladas, lábio superior curto, boca entreaberta, rosto mais alongado e olheiras acentadas. Também pode apresentar baixo rendimento escolar, ser irrequieto, sonolento, roncar e babar à noite, além de poder apresentar apnéia do sono ainda na infância. Isso se deve à má oxigenação e à má qualidade do sono dessas pessoas.

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Higienização da boca e dentes dos bebês

Sexta-feira, 23.04.10

HIGIENIZAÇÃO DA BOCA DO BEBÊ
Desde o nascimento, devemos nos preocupar com a delicada boca do bebe, iniciando com uma limpeza suave com gaze e água filtrada, apenas uma vez ao dia, para preservar os anticorpos trazidos pelo leite materno. Após o aparecimento dos primeiros dentes de leite, aumentaremos esta freqüência para 2 ou 3 vezes ao dia, sendo a última à noite. Neste período inicia-se o desmame noturno já que o leite materno também apresenta açúcares que proporcionam a cárie.

HIGIENIZAÇÃO DOS DENTES DO BEBÊ
Quando o bebe já apresentar mais de 5 dentes na boca utilizaremos a escova dental infantil e um gel dental infantil 2 a 3 vezes ao dia, também senda a última escovação antes de deitar. Esta escovação deve ser executada de maneira suave e sem pressa, utilizando uma quantidade de gel dental bem reduzida (um grão de arroz) e uma fralda para remover a espuma formada. A rejeição para o contato com a boca é normal para idade, então não vale dizer que não escova, pois o bebe chora!!. A primeira consulta com a odontopediatra deve acontecer assim que os primeiros dentes de leite começarem a despontar.
 

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bebês têm cárie

Sexta-feira, 23.04.10

Apartir do momento que os dentes aparecem, o bebê também pode ter cárie. A cárie é uma doença provocada por bactérias que estão em nossas bocas e assim podem ser transmitidas ao beijar o bebê na boca, colocar sua chupeta em nossa boca, experimentar sua papinha na mesma colher ou assoprar sua comida. Evitando tais atos, adia-se ou minimiza-se a presença de bactérias na boca da criança, mas não impedem a contaminação. Para uma boa garantia, a higiene correta é a mais eficaz.

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Registre-se na 1000expert




Flag Counter