Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Veja o vídeo e Registre-se na 1000EXPERT



calendário

Dezembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 



Links

Ministério da Saúde

Medicina Dentária no Moçambique

Blogs do Moçambique






Complicações na Boca - orientações para pacientes em radioterapia

Quarta-feira, 22.12.10

Caso você esteja em planejamento de tratamento radioterápico na região de cabeça e pescoço em razão de tumores nessa região é imperativo que passe por uma avaliação odontológica a fim de prevenir complicações bucais. Saiba que alterações podem ocorrer, tais como: boca seca (xerostomia), perda do paladar, cárie de radiação, mucosite (inflamação das mucosas da boca), etc.

O dentista poderá realizar uma avaliação ampla e detalhada a fim de eliminar todos os riscos de aparecimento dessas complicações. No entanto, essas são algumas recomendações para os pacientes que ainda não iniciaram a radioterapia:

1. Procure manter e realizar uma boa higiene bucal por meio de escovação adequada (escovas macias) uso de fio dental e anti-séptico bucal (Periogard e Cariax);

2. Alimente-se de maneira saudável especificamente com alimentos ricos em fibras e vitaminas, como por exemplo, frutas e verduras;

3. Evite utilizar próteses (dentaduras e pontes) mal adaptadas e que estejam machucando no dia-a-dia.

As complicações bucais tardias da radioterapia afetam significativamente a qualidade de vida dos pacientes em razão da dificuldade de alimentação, fala e deglutição. Portanto, caso você não tenha recebido orientações antes da radioterapia e desenvolvido algumas das alterações bucais a seguir, essas são algumas recomendações básicas:

Boca Seca (Xerostomia) – A saliva diminui drasticamente após a radioterapia em cabeça e pescoço ou torna-se extremamente grossa e viscosa dificultando a alimentação. Procure ingerir água freqüentemente carregando uma garrafinha a tiracolo para minimizar o ressecamento das mucosas bucais. Existem no mercado vários substitutos de saliva e a adaptação a esses produtos é bastante pessoal. Alguns nomes desses substitutos são: Salivart, Salivan, Biotene entre outros que são encontrados em spray (borrifar várias vezes na boca) ou na forma gel. Não existe nenhuma contra-indicação para o uso. Procure também estimular a salivação por meio de ingestão de alimentos de sabor fortes e cítricos (frutas como limão, laranja, abacaxi, etc.). O estomatologista ainda pode receitar medicações que podem estimular sua salivação.

Cárie de Radiação – Essa é uma complicação muito freqüente e bastante séria, pois pode destruir completamente seus dentes após alguns meses do fim da radioterapia. A cárie de radiação está relacionada com alterações provocadas pela radiação nos próprios dentes e também com a mudança da dieta (pacientes passam a fazer uso de alimentos mais cariogênicos) e a falta de saliva. Nunca realize extração de dente se você apresenta esse quadro. Esse procedimento está contra-indicado em situações de cárie de radiação, pois poderá resultar em outra complicação ainda mais grave. Portanto, após o fim da radioterapia você deve iniciar imediatamente um programa de prevenção de cárie, com visitas regulares ao dentista, uso rotineiro de flúor tópico em altas concentrações, higiene bucal rotineiramente e realizar procedimentos odontológicos (restaurações, tratamento de canal, etc.) assim que diagnosticados problemas dentários. O objetivo dessas condutas é evitar o aparecimento da cárie de radiação. Além desses cuidados bucais, procure alimentar-se adequadamente com alimentos com pouco açúcar, doces e etc.

Mucosite– As mucosas da boca tornam-se mais sensíveis após a radioterapia, portanto procure manter uma boa higiene bucal para diminuir a irritação local. Existem, no mercado, algumas escovas de cerdas extremamente macias e que evitam o trauma das mucosas (Escova Supersoft Biotene e Escova Tepe). Procure evitar o uso de próteses desadaptadas e que estejam provocando trauma no seu uso diário.
Trismo (Dificuldade de abertura da boca) – A abertura de boca pode tornar-se difícil em algumas situações após a radioterapia. Esse fato deve-se a fibrose muscular dos músculos que realizam a abertura e o fechamento da boca. Recomendo que após o tratamento cirúrgico seguido da radioterapia inicie-se uma fisioterapia domiciliar que consiste de exercícios de abertura da boca após banhos quentes auxiliados com espátulas de madeira e prendedor de roupas “forçando” e alongando os músculos mastigatórios.

Dr. Marcos Curi
Cirurgião Buco-maxilo-facial, estomatoterapeuta

"Para ter uma boa saúde geral, visite seu Médico Dentista regularmente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Registre-se na 1000expert




Flag Counter